08/06/2020

Aeroporto de Brasília ganha usina solar para alimentar terminal

  Voltar
Mercado & Eventos

A Inframerica, concessionária do Aeroporto de Brasília, está na fase final da construção de uma unidade de usina fotovoltaica para produção de energia de fonte solar que servirá para abastecer parte do consumo do terminal aéreo. As obras tiveram início em janeiro deste ano e a usina deverá começar a operar em julho. A concessionária dedicou uma área de 18,3 mil metros quadrados para o empreendimento, próximo ao acesso ao aeroporto.

Espera-se que os 3.360 módulos fotovoltaicos produzam, por ano, 2 milhões kWp de energia, que suprirá 7% da demanda do aeroporto, carga esta que seria suficiente para abastecer 1.462 casas populares, por exemplo. “Brasília é beneficiada pela alta incidência solar e o Aeroporto possui uma vasta área aberta e sem edificações nas proximidades, situação propícia para o projeto”, conta a gerente de Meio Ambiente da Inframerica, Daniella Lacerda.

A engenheira comemora o avanço e explica que a operação da usina fotovoltaica é apenas o começo da execução de alguns projetos que buscam orientar a operação do terminal aéreo brasiliense para um modelo mais sustentável. “Este é o projeto piloto de planos muito maiores que estamos galgando para o Aeroporto de Brasília”, comemora.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok