21/08/2020

Câmara de Santos aprova uso de energia solar em escolas públicas

  Voltar
Canal Solar 

As escolas públicas de Santos devem ganhar uma novidade que irá promover sustentabilidade e economia. A Câmara dos Vereadores aprovou um PL (projeto de lei) que prevê que as instituições de ensino usem energia fotovoltaica.

"Pretendemos começar pelas unidades escolares para depois propagar para todos os outros prédios públicos, que possuem um elevado consumo de energia. O uso da fonte solar propiciará uma economia financeira, além de produzirmos energia limpa e protegermos os recursos naturais", disse o vereador Geonisio Pereira de Aguiar, o Boquinha, autor do PL.

De acordo com a prefeitura de Santos, atualmente, apenas a Unidade Municipal de Educação Prefeito Paulo Gomes Barbosa conta com um sistema fotovoltaico. A estrutura do edifício inclui painéis que permitem uma economia, em média, de 30% na conta mensal de luz.

Com a aprovação em segunda discussão, o projeto de lei deverá ser direcionado ao prefeito Paulo Alexandre Barbosa para eventual sanção, ou veto, nas próximas semanas.

Câmara investe em energia solar

A Câmara de Santos está se preparando também para aderir à captação e utilização de energia fotovoltaica. Durante a sessão ordinária da primeira discussão, o presidente da Câmara, Rui de Rosis (PSL), afirmou que espera que a implantação esteja finalizada antes do fim de setembro.

Ele afirma que os gastos mensais devem despencar de quase R$ 20 mil por mês para cerca de R$ 2 mil.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok