09/07/2020

Clarão nas ruas

  Voltar
Jornal do Povo 

Lâmpadas de LED, presente da RGE, dão novo visual no Centro

Basta uma caminhada ou uma circulada de carro pela Rua Júlio de Castilhos ou Saldanha Marinho para perceber a mudança após a instalação da nova iluminação pública de Cachoeira do Sul. As lâmpadas de LED que começaram a ser instaladas nos postes estão garantindo mais visibilidade aos motoristas e segurança aos pedestres.

As vias foram as primeiras a receber as 558 novas luminárias garantidas pela Prefeitura ao aderir a um projeto de eficiência energética da RGE, elaborado com apoio da UFSM/Cachoeira. Segundo o engenheiro eletricista Guilherme Schmidt, da Prefeitura, as lâmpadas de LED têm 150 watts e substituíram luminárias com lâmpadas de vapor de sódio de 250, mais reator de 24 watts. “A conversão da energia elétrica para a energia luminosa é mais eficiente”, destaca o engenheiro.

NOVIDADE APROVADA

A novidade caiu no agrado dos taxistas Paulo Sérgio Machado Corrêa e Vinícius Machado Marques, do ponto das Cinco Esquinas. Corrêa lembra que as lâmpadas antigas, de vapor de sódio, deixavam a quadra bem mais escura. “Do outro lado da rua não dava sequer para ver as pessoas embaixo das árvores. Agora, de longe já podemos ver que vem alguém. Também acho que não vai ter mais acidente com carro batendo em contêiner por causa da melhor visibilidade”, salienta.

O taxista Marques concorda que a melhor visibilidade é importante não só para a segurança dos pedestres como também ajuda os motoristas. “A visibilidade aumentou bastante. Não estamos nem precisando ligar a lâmpada interna do ponto de táxi por conta da claridade da luz de LED”, disse.

A dona de casa Helena Siqueira Pinto também aprovou a novidade ao caminhar pela Saldanha Marinho. “Está muito mais claro e de longe dá para avistar as pessoas caminhando. Antes era uma escuridão só. Espero que as ruas dos bairros também ganhem as lâmpadas”, destacou a moradora da Rua Isidoro Neves da Fontoura, onde as lâmpadas são de vapor de sódio, tornando difícil identificar quem caminha pelo outro lado da calçada.

Helena e a diferença: clarão na Saldanha Marinho e escuridão na Isidoro Neves da Fontoura

Vem mais iluminação por aí

A Prefeitura e a UFSM/Cachoeira estão trabalhando na elaboração de novos projetos para substituição de lâmpadas por luminárias LED e instalação de sistemas fotovoltaicos. As propostas concorrerão em um novo edital de chamada pública de projetos da RGE, concessionária responsável pela iluminação na cidade. No novo edital, Cachoeira concorrerá nas tipologias “Poder público” e “Iluminação pública”.

Na categoria “Poder público”, a proposta que está sendo construída contempla a substituição das lâmpadas fluorescentes das escolas municipais Getúlio Vargas, Baltazar de Bem e Dinah Néri Pereira por luminárias LED tubular. 547 lâmpadas deverão ser substituídas. A proposta quer englobar ainda a troca das lâmpadas (cerca de 52) de vapor metálico das quadras esportivas destas escolas por refletores de LED e também a instalação de usinas fotovoltaicas nos colégios. O total de investimento desta proposta deverá ficar entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão.

MAPEAMENTO

Já na categoria “Iluminação pública”, a proposta prevê o investimento de até R$ 1,6 milhão para a substituição de lâmpadas de vapor de sódio por luminárias LED. 776 pontos já foram mapeados. A escolha dos pontos busca contemplar locais onde existam lâmpadas que consomem mais e que, se substituídas, dariam um impacto de eficiência energética maior. Essa consideração na escolha das ruas que serão contempladas é importante para que a proposta seja selecionada dentro do edital. A proposta deve ser entregue até 28 de agosto. As selecionadas serão divulgadas até 11 de novembro.

IMPORTANTE

Além das ruas Júlio (32) e Saldanha (53) também serão instaladas lâmpadas na Avenida Brasil (108), Bento Gonçalves (24), Alarico Ribeiro (21), 7 de setembro (57), Davi Barcelos (27), João Neves (38), Andrade Neves (12), Pinheiro Machado (46), Conde de Porto Alegre (44), Aparício Borges (19), Tiradentes (3), Ernesto Alves (5), Otto Mernak (6), Francisco Gama (6) e Milan Krás (3).

ATENÇÃO

Cachoeira do Sul foi a única cidade beneficiada em duas modalidades do projeto da RGE. Sem precisar de contrapartida, recebeu R$ 1.397.241,00 para a troca das luminárias dos postes das ruas e R$ 544.251,00 para uma usina de energia solar, já instalada no Ginásio Derlizão. Pela Prefeitura, participou da elaboração do projeto o engenheiro eletricista Guilherme Schmidt. Pela UFSM, participaram Cristiane Gastaldini, Laura dos Santos, Celso Tischer e Maicon Ramos, professores do curso de Engenharia Elétrica.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok