28/10/2020

Comunidade indígena terá assistência médica com ajuda da energia solar

  Voltar
Reportagem publicada no Canal Solar 

A energia solar está chegando cada vez mais em comunidades indígenas. O Parque do Xingu, reserva localizada no norte do Mato Grosso, recebeu a instalação de módulos fotovoltaicos para abastecer um posto de telessaúde que trará assistência médica para a comunidade no combate contra o coronavírus.

O projeto, realizado pela FAS (Fundação Amazonas Sustentável), em parceria com a Empowered by Light - ONG internacional que ajuda comunidades carentes no acesso à fontes de energia limpa - beneficiará mais de 7 mil habitantes de 16 etnias da região.

Outra iniciativa da FAS, que contou com a parceria com a Embaixada da França no Brasil, foi a entrega de 65 de kits de testes rápidos para detecção de anticorpos da Covid-19.

O objetivo é apoiar o trabalho de profissionais da saúde que atuam, principalmente, nas comunidades Tumbira e Três Unidos, localizadas às margens do Rio Negro (AM).

Energia solar em comunidades indígenas no Brasil

Em setembro, o Canal Solar noticiou a implantação de um sistema fotovoltaico na reserva indígena Três Unidos para auxiliar no serviço de telemedicina , o que diminuiu também os impactos do coronavírus e melhorou o atendimento de saúde na região.

De acordo com a FAS, o posto de saúde local funcionava apenas com um gerador de energia movido a combustível, o que gerava diversos problemas e insegurança no atendimento.

Além disso, a comunidade não possui acesso à energia elétrica e não é beneficiada pelo programa LPT (Luz Para Todos). Por estes motivos, a fonte fotovoltaica foi a melhor solução para sanar as dificuldades locais.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok