12/11/2020

Conta de luz pode aumentar até 8% em 2021, diz pesquisa

  Voltar
Folha de S. Paulo 

Distribuidoras que fazem reajustes no primeiro semestre devem ter as maiores altas, segundo entidade

A Anace (associação de grandes consumidores de energia que reúne empresas como Cargill, Duratex e Atacadão) fechou um estudo que prevê aumentos entre 3% e 8% nas tarifas de todos os consumidores em 2021, inclusive os residenciais.

As projeções de preços variam de acordo com a distribuidora e o semestre de cálculo. As concessionárias que fazem reajustes no primeiro semestre devem ter as maiores altas, de 7% a 8%, porque o prejuízo da pandemia não foi contemplado nas contas do início deste ano.

*

O estado de São Paulo superou e 500 megawatts em geração distribuída de energia solar, segundo a ABSOLAR (associação do setor). São atualmente mais de 53 mil sistemas em operação. O município de Presidente Prudente é o maior gerador de energia solar, com 17,8 megawatts e 0,4% de toda a produção nacional fotovoltaica.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok