17/08/2020

Cooperativas goianas devem investir R$ 20 mi em usina solar

  Voltar
OCB 

O governador Ronaldo Caiado (DEM) atendeu um pedido do Sistema OCB/GO e anunciou, na quinta-feira (13/8), a doação de área de 100 mil metros quadrados, pela prefeitura de Santa Rita do Araguaia, e incentivo fiscal para a construção de uma usina de energia fotovoltaica, em parceria com cooperativas. A usina terá capacidade de produção de 5 MW de potência, o suficiente para atender uma cidade com mais de 30 mil pessoas.

O início da produção é estimado para apenas seis meses após o início da obra, sendo que a capacidade máxima será alcançada em até quatro anos. O investimento total previsto é de R$ 20 milhões e deve ser feito com a participação das cooperativas.

O anúncio foi realizado durante o evento remoto do governo estadual de assinatura de protocolos de intenção de investimentos privados para Goiás. A instalação da usina terá o potencial de transformar a cidade de Santa Rita do Araguaia em polo gerador de energia limpa e renovável, o que despertará a atenção de investidores trará emprego e renda para a região. Além disso, o valor agregado gerado na economia do município influenciará diretamente na elevação do índice de sua participação do ICMS.

O governador Ronaldo Caiado parabenizou os empresários pelos investimentos anunciados hoje, especialmente os que serão realizados nas regiões mais carentes do Estado, como Santa Rita do Araguaia. “Enfrentamos muitas dificuldades, mas temos avançado muito em Goiás para melhorar a distribuição de riqueza e dos empregos em todo o Estado”, enfatizou. “Trata-se dos primeiros investimentos significativos do setor privado para a geração de energia elétrica na região de Santa Rita do Araguaia, numa iniciativa do Sistema OCB/GO. Parabenizo o presidente da entidade, Luís Alberto Pereira, em nome do setor cooperativista, pela iniciativa”, afirmou o secretário estadual de Indústria e Comércio, Adonídio Neto Vieira Júnior.

“Energia elétrica sempre foi um dos maiores problemas enfrentados em Santa Rita do Araguaia. Então, hoje é um dia muito importante para a nossa cidade, que agora entra na rota de desenvolvimento de Goiás. O investimento na usina solar não vai apenas garantir energia, mas também empregos, aumento da arrecadação municipal e maior qualidade de vida para a população do município e região”, afirmou a prefeita Tânia Salgueiro.

“Além de gerar economia, a geração de energia limpa faz parte de um conceito que queremos introduzir no cooperativismo goiano. Faz parte do nosso plano de atendimento aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU, mais precisamente aos que dizem respeito à energia limpa e acessível, cidades e comunidades sustentáveis e ações contra a mudança climática global, respectivamente. Temos, agora, o desafio de conseguir, junto ao governo do Estado, aumentar a isenção do ICMS para geração de energia elétrica limpa em até 5 MW”, afirmou o presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira.

O Sistema OCB/GO reúne as duas organizações ligadas ao cooperativismo, a OCB/GO, que está ligada à representação institucional e defesa do cooperativismo goiano, e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo em Goiás (Sescoop/GO), responsável pela promoção social e formação profissional de dirigentes e colaboradores das cooperativas. O Sistema representa 227 cooperativas regularmente registradas, distribuídas em sete ramos diferentes, que contam com 12,5 mil colaboradores e 230 mil cooperados. Em termos econômicos, o setor representa cerca de 6% do PIB de Goiás. (Fonte: Sistema OCB/GO)
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok