30/10/2020

Distribuidoras de equipamentos de energia solar crescem, atraem investidores e geram empregos

  Voltar
Reportagem publicada no Terra 

Segundo levantamento feito pela ABSOLAR, o setor de energia solar cresceu 45% nos últimos meses

A procura por energia solar fotovoltaica tem atraído um grande número de adeptos que já estão fazendo o uso dessa fonte de energia inesgotável, limpa e sustentável. A quantidade de residências, empresas e indústrias que utilizam esse recurso não para de crescer. Também pudera: a economia que se consegue atingir na fatura da conta de luz é significativa e, talvez, a princípio, tenha sido o fator que mais motivou essa demanda.

Nos últimos 12 meses, de acordo com a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica),foram acionados cerca de 162 mil novos sistemas de geração de energia no Brasil, o que implica no crescimento de mais de 130% em relação ao ano passado (2019). Atualmente, segundo a ABSOLAR, existem mais de 300.000 sistemas fotovoltaicos de geração distribuída conectados à rede elétrica do país.

A mesma instituição desenvolveu um estudo sobre a geração distribuída (GD) de energia fotovoltaica conectada à rede. No total, são mais de 3,6 GW de potência instalada de GD a partir de fontes de energia solar em todo o país. Isso representa mais de 18,2 bilhões de reais em investimentos acumulados desde 2012 e mais de 200 mil empregos, sendo que em 2019, a geração de empregos atingiu a marca de 60 mil trabalhadores.

Seguindo o mesmo caminho do desenvolvimento, algumas distribuidoras de equipamentos de energia solar no Brasil estão se destacando no mercado, atingindo patamares altíssimos em vendas e distribuição de geradores fotovoltaicos, o que reafirma a retomada da economia pós-pandemia da Covid-19 e o quanto a população está engajada em promover mudanças para contribuir com a sustentabilidade.

Diante disso, as distribuidoras de equipamentos de energia solar, como a Solar Livre - a maior rede de distribuição de equipamentos fotovoltaicos do país, contribuem com esse cenário animador. Segundo a gerente de vendas, Fabiane Lopes Domingues, a sustentabilidade é um dos atrativos na hora de investir em sistemas de energia solar e ter a sua própria fonte de energia.

"A procura tanto por clientes finais quanto por empresas que trabalham com energia solar, os chamados integradores, têm aumentado no Brasil. Isso só comprova que as distribuidoras estão vivendo uma boa fase", comenta Fabiane Lopes Domingues.

Outra peculiaridade da Solar Livre é a rápida e eficiente entrega para todo o território nacional e, o melhor, sem a cobrança da taxa de frete para qualquer localidade do Brasil. A Solar Livre está presente em todas as regiões do país com atendimento local e em breve com estoque a pronta-entrega, agilizando o atendimento aos integradores.

O futuro da energia é solar

Os números atuais demonstram que o integrador de energia solar tem uma ampla área de atuação ainda pouco explorada. Atualmente, a energia solar fotovoltaica corresponde a 1,7% de toda a matriz elétrica instalada no país.

Segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) do governo federal, no período de 10 anos, o número da participação na matriz elétrica deverá aumentar para 10%. Já a consultoria Bloomberg Professional afirma que em 20 anos esse dado chegará a 32%.

Em 2050, o setor deve representar cerca de 39% da matriz energética brasileira. Alguns fatores explicam esses dados. Nas últimas duas décadas, por exemplo, o preço da energia elétrica no Brasil teve alta de 527%. O que posiciona a energia brasileira como a quinta mais cara do mundo. Por esse motivo, os consumidores estão procurando maneiras para economizar energia elétrica. Além disso, as pessoas estão mais conscientes e preocupadas com o meio ambiente. Então, procuram por fontes de energia limpa e renovável.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok