17/07/2020

Energia solar em propriedades rurais cresce 120% no 1º semestre de 2020

  Voltar
Canal Solar 

A potência instalada de energia solar no meio rural brasileiro mais que dobrou no primeiro semestre de 2020 em comparação com o mesmo período em 2019. É o que apontou um levantamento exclusivo realizado pelo Canal Solar.

Nos primeiros seis meses deste ano, a energia fotovoltaica em propriedades rurais atingiu 142 MW de potência, uma alta de 120% frente aos 63 MW de janeiro a junho do ano passado.

De acordo com Bárbara Rubim, vice-presidente de GD da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), um dos motivos para esse crescimento é a sinergia entre a fonte solar e campo. “Não só pela questão da possibilidade de economia na conta de luz, mas pela própria sinergia que existe. O produtor rural já está acostumado a utilizar o campo de forma mais eficiente, e enxerga que além de utilizar a terra para o plantio, ele pode utilizá-la para instalar um sistema fotovoltaico e gerar energia, potencializando o uso de sua propriedade”, explicou Bárbara.

Para ela, outro fator que explica esse crescimento é fato do consumidor rural ter acesso às melhores linhas de financiamento para aquisição de um sistema fotovoltaico. “Para esse consumidor, já é uma possibilidade substituir a conta de luz pela parcela do financiamento. Ele consegue fazer o investimento sem que isso pese mais no orçamento”.

De acordo com a ABSOLAR, os investimentos em energia solar nas propriedades rurais já passam de R$ 1,7 bilhão no Brasil. Os produtores rurais são responsáveis atualmente por 12% da potência instalada na geração distribuída fotovoltaica no país.

Mais dados

O levantamento mostrou ainda que de janeiro a junho de 2020, o Sudeste foi a região que apresentou a maior capacidade de potência instalada de energia solar em zonas rurais, com 67 MW. Comparando com o período homólogo, a potência, que era de 17 MW em 2019, quadruplicou.

Em segundo aparece o Sul, com 37 MW de potência (2019 - 27 MW), e em terceiro o Centro-Oeste, com 26 MW (2019 - 15 MW).

Consumidores de pequeno porte

A pesquisa aponta uma predominância dos consumidores de pequeno porte aderindo à energia solar. Ao todo, 95% das 6.385 unidades consumidoras rurais que instalaram energia solar são de baixa tensão.

O levantamento foi feito de acordo com dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Energia solar ganha cada vez mais adesão nas fazendas

A energia fotovoltaica tem atraído empresas de diversos setores que estão buscando investir em uma forma sustentável e econômica de gerar eletricidade. Como é o caso do Grupo RVM, que instalou na Fazenda Monte Alto, em Guaxupé (MG), uma usina fotovoltaica de 379,5 kWp, proporcionando uma economia na conta de luz de R$ 35 mil por mês, conforme noticiado no Canal Solar.

Plano Safra 2020-2021

A ampliação dos recursos da linha de financiamento Inovagro, anunciado em junho pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) durante o lançamento do Plano Safra 2020-2021, irá impulsionar ainda mais o uso da energia solar fotovoltaica pelos produtores rurais no Brasil , conforme noticiado no Canal Solar.

Ao todo, serão destinados cerca de R$ 2 bilhões para projetos de inovação no campo, um aumento de 33,3% em relação ao período anterior.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok