17/08/2020

Energia solar no campus da Unifesspa em Santana do Araguaia gera economia de R$ 40 mil por mês

  Voltar
ELDORADO FM 

Foram investidos R$ 178 mil de recursos provenientes do MEC.

Na última semana, a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) deu mais um importante passo rumo à sustentabilidade, com a ativação da usina de energia solar fotovoltaica do campus de Santana do Araguaia. São 168 placas solares com capacidade de gerar 4.300 kWh/mês, o que torna o prédio autossuficiente no consumo de energia e resulta em uma economia estimada de quase R$ 40 mil ao ano.

A instalação desse modelo sustentável de energia representa significativo avanço tecnológico para a cidade, que ainda utiliza a combustão (por motor a diesel) para gerar energia elétrica. A produção de energia pela queima de combustíveis fósseis é considerada nociva, pois provoca diversos tipos de poluição (atmosférica, sonora e ambiental) e contribui para o aquecimento global.

“Ao dar exemplo de evolução e construção sustentável, a Unifesspa protagoniza mais uma importante obra, agora na área de energia renovável, e faz a diferença para a sociedade de Santana. Esperamos continuar contribuindo, como instituição de ensino e pesquisa, no desenvolvimento e na transferência tecnológica”, ressalta o engenheiro eletricista e chefe da Divisão de Serviços de Engenharia e Manutenção (Disem/Sinfra), Dhonny Lima.

Para aquisição dos painéis de Santana, foram investidos R$ 178 mil de recursos provenientes do Ministério da Educação (MEC). Eles foram instalados no novo Bloco de Laboratórios, inaugurado em março deste ano. O prédio tem capacidade para atender até 200 estudantes, por dia, dos cursos de Matemática, Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo.

“A Unifesspa de Santana do Araguaia (IEA) está sempre buscando maneiras de alinhar a sustentabilidade no ensino, pesquisa e extensão. Uma forma de desenvolvimento sustentável está nos recursos energéticos renováveis, que estão em constante expansão. Por isso, a universidade busca soluções para minimizar os danos ambientais provocados pela demanda de energia, inclusive do setor elétrico”, declarou o Diretor do Instituto de Engenharia do Araguaia, professor Carlos Maviael.

Atualmente, a Unifesspa possui usinas fotovoltaicas, instaladas ou prestes a ser ativadas, em todos os campi da instituição. O engenheiro Dhonny explica que o parque de geração fotovoltaica da Unifesspa tem a projeção de chegar próximo de 1MWp de potência instalada até o final deste ano. “Em pleno funcionamento, será possível gerar, em média, quase 100 mil kWh/mês”, diz. Nas próximas semanas deverão ser ativadas novas usinas no campus Rondon do Pará, São Félix do Xingu (primeiros painéis), Marabá (Unidades II e III) e Xinguara.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok