20/08/2020

Energia solar residencial está mais barata e rentável no Brasil, revela estudo

  Voltar
Blog Blue Sol 

Instalar um sistema de energia solar em casa é uma solução que está mais barata e rentável para os brasileiros, segundo o resultado da última pesquisa de mercado da empresa Greener.

Lançada no final de julho, a pesquisa revela o cenário do setor de geração solar distribuída no país durante o primeiro semestre de 2020.

Os dados compilados de 2.104 empresas do segmento mostram que os preços de sistemas residenciais de menor porte tiveram ligeira redução no custo final.

A queda foi resultado da contenção nos preços de serviços de instalação, que ficaram até 18% mais barato no país.

Segundo a Greener, isso provavelmente se deve a uma redução das margens de lucro da empresas do segmento para compensar a alta do dólar.

Devido ao aumento cambial, os equipamentos do kit solar, na sua maioria importados, tiveram 9% de aumento no preço médio, revelou o estudo.

Embora a pandemia tenha desacelerado a queda nos preços da tecnologia, a pesquisa mostra que, desde 2017, os equipamentos para sistemas residenciais ficaram 50,45% mais baratos.

Outro dado positivo revelado pelo estudo da Greener foi a diminuição no prazo de retorno do investimento para o consumidor.

De acordo com a pesquisa, o chamado payback de um sistema residencial caiu em média 4,6% em relação ao último levantamento.

Nos três estados líderes em número de sistemas e potência instalada (Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo), a redução foi de 2,9%, 3,6% e 6,1%, respectivamente.

O motivo é a constante inflação no preço da energia no Brasil, que aumenta a economia gerada pelo sistema na conta dos consumidores e reduz o prazo para amortização do seu investimento.

Realizada anualmente, a primeira pesquisa da Greener deste ano se torna importante por mostrar os impactos da pandemia sobre o mercado brasileiro de energia solar distribuída.

Os meses de abril e maio foram os piores para as empresas, que registraram queda nas vendas devido às incertezas e restrições impostas, assim como uma menor disponibilidade de crédito para o cliente.

No entanto, os números já mostram sinais de uma retomada do mercado e quase 90% dos entrevistados afirmaram estar “Confiante” ou “Muito Confiante” para o restante de 2020.

De acordo com os últimos dados da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica),o Brasil possui mais de 3,2 GW de capacidade solar distribuída instalada.

Com os preços mais acessíveis e maior oferta da tecnologia, a projeção oficial do Ministério de Minas e Energia em seu PNE 2050 é que essa capacidade atinja entre 28 GW e 50 GW até 2050.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok