23/08/2020

Pesquisadores desenvolvem célula solar transparente de maior eficiência já produzida

  Voltar
Teoria Digital 

Pesquisadores anunciaram nesta semana uma grande conquista na busca pela implementação de métodos de geração de energia mais limpos.

Um time de cientistas da Universidade de Michigan, nos EUA, desenvolveu a célula fotovoltaica tranparente de maior eficiência já obtida, atingindo os 8,1%, com transparência de 43,3%.

A célula foi desenvolvida com material orgânico, à base de Carbono, e permite a passagem da maior parte do espectro de luz, absorvendo apenas o infravermelho, invisível para o olho humano mas percebido na forma de calor. Conforme explicam os pesquisadores, esse é o espectro que contém muito da energia da estrela.

Uma segunda versão da célula, que utiliza um eletrodo de prata, é capaz de aumentar ainda mais os valores atingidos, com 10,8% de eficiência e 45,8% de transparência, mas a intensidade da tonalidade verde que apresenta acaba não sendo apropriado para uso em janelas. Em comparação, a célula transparente ideal utiliza um eletrodo composto de óxido de índio e estanho.

Ainda assim, ambas as versões deverão ser aplicadas futuramente, devido à sua construção com menos materiais tóxicos que outras células transparentes, podendo ser adaptadas para diferentes posições e em inúmeras aplicações, como em janelas duplas, por exemplo. A equipe já estuda meios de aumentar o aproveitamento e a vida útil das novidades, além do custo de sua implementação em prédios novos e já existentes.

Outras pesquisas relacionadas à captação de energia solar envolvem uso do material fluorescente de maior luminosidade já produzido, bem como um novo método para “estocar” por meio da conversão em energia cinética. A primeira poderia aumentar a eficiência de células voltaicas comuns, com a segunda utilizando a própria força da gravidade para converter a energia captada em uma torre.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok