17/08/2020

Projetos renováveis recebem licenças ambientais no RS

  Voltar
Brasil Energia 

PCH e usina solar somam potência de 27,36 MW e investimento de R$ 158 milhões

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) do Rio Grande do Sul emitiu na sexta-feira (14/8) licença de operação (LO) para uma PCH e licença prévia (LP) para uma usina solar. Os projetos somam potência de 27,36 MW e R$ 158 milhões em investimentos.

A documentação entregue para a empresa catarinense Quevedos Energéticas S.A. possibilita a operação de uma PCH no rio Toropi, que gerará 22,36 MW com instalação nos municípios de Júlio de Castilhos e Quevedos. O investimento no empreendimento será de R$ 140 milhões.

A LP emitida para a empresa mineira Solargrid Autogeração Solar Ltda. é o primeiro documento emitido para a usina fotovoltaica com potência de 5 MW em uma área de 12 hectares em Uruguaiana. Com investimento de R$ 18 milhões, o projeto é um marco para o estado por se tratar da primeira usina solar do RS, segundo o diretor do Departamento de Energia da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), Eberson Silveira.

As duas permissões seguem a proposta da fundação de qualificar os processos de licenciamento e desburocratizar demandas necessárias para o desenvolvimento do RS. A LO foi emitida 35 dias após a abertura do processo. Já a LP teve 27 dias de análise para a emissão do documento final.

“Temos próximo de 80% da matriz de energia elétrica no Rio Grande do Sul renovável e queremos fortalecer a ampliar ainda mais esta participação. Projetos como esses são estruturantes e tratados como prioritários pelo Estado. Só em hidrelétricas, a Sema monitora mais de 40 licenças ambientais que estão em análise pela Fepam”, disse o secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok