15/08/2020

Solar e eólica atingem recorde de 10% da matriz energética global

  Voltar
Canal Solar 

As fontes solar e eólica atingiram um recorde de 10% da eletricidade global durante os primeiros seis meses de 2020. É o que apontou um estudo realizado pelo Ember, empresa internacional de pesquisa sobre o setor de energia.

Segundo a consultoria, a geração a partir de ambas ??cresceu 14% no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2019, enquanto a produção de carvão caiu 8,3%.

“O declínio global das emissões do setor de carvão e energia é uma boa notícia para o clima, mas os governos precisam acelerar drasticamente a transição da eletricidade para que a geração global de carvão entre em colapso ao longo da década de 2020”, disse Dave Jones, analista sênior de eletricidade do Ember.

“Mudar do carvão para o gás é apenas trocar um combustível fóssil por outro. A maneira mais rápida e barata de acabar com a geração do mesmo é por meio de uma rápida implantação de energia solar e eólica”, destacou o especialista.

Desde que o Acordo de Paris - tratado mundial que tem como objetivo conter o aumento do aquecimento global - foi assinado em 2015, as fontes fotovoltaica e eólica mais que dobraram sua participação na geração global de eletricidade, passando de 4,6% para 9,8%. Na China, Japão e Brasil, por exemplo, aumentou de 4% para 10%. Nos Estados Unidos subiu de 6% para 12%, e a da Índia quase triplicou, indo de 3,4% para 9,7%.

De acordo com Márcio Takata, diretor da Greener, é uma questão de tempo que as renováveis substituam o carvão em grande parte dos países. “É uma tendência mundial. Os aspectos ambientais e econômicos são os dois fatores que vão guiar o desenvolvimento e ampliação da geração renovável no mundo”.

Para ele, isso vai ocorrer devido ao avanço tecnológico das renováveis, pelo ganho de eficiência financeira da tecnologia e também por conta da preocupação do mundo em reduzir as emissões de CO2.

Sobre a pesquisa

De acordo com o Ember, o relatório mostra evidências de que as fontes fotovoltaica e eólica aumentaram rapidamente para se tornar uma importante fonte de eletricidade na maioria dos países, e estão reduzindo com sucesso a queima de carvão.

“Países em todo o mundo estão agora no mesmo caminho - construindo turbinas eólicas e painéis solares para substituir a eletricidade de usinas movidas a carvão e gás. Mas para manter a chance de limitar as mudanças climáticas a 1,5 grau, a geração de carvão precisa cair 13% a cada ano nesta década”, concluiu Jones.

A nova análise semestral do Ember agrega a geração nacional de eletricidade para 48 países, representando 83% da produção global. Ele se baseia na revisão anual da empresa, lançada em março deste ano.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok