Área de associados Trabalhe no setor solar

MS busca interessados em elaborar estudos para construção de centrais fotovoltaicas

29/04/21 | São Paulo

Reportagem publicada no Brasil Energia


Visando a eficiência energética e economia financeira, governo quer abastecer unidades administrativas com energia solar fotovoltaica

O governo do Mato Grosso do Sul está desenvolvendo um projeto que tem como objetivo a construção de centrais fotovoltaicas que irão sustentar o abastecimento elétrico das unidades administrativas estaduais.

Por meio do Escritório de Parcerias Estratégicas, o governo publicou na última sexta-feira (23/04) o edital de chamamento público para o procedimento de manifestação de interesse, que orienta a elaboração de estudos técnicos que demonstrem a viabilidade de implantar, manter e operar centrais fotovoltaicas em Mato Grosso do Sul.

Entre os objetivos desta parceria público-privada (PPP) estão a promoção da sustentabilidade, a geração de economia financeira e retorno econômico, o investimento em infraestrutura, o estímulo à redução do uso de combustíveis fósseis e a eficiência energética.

De acordo com estudos preliminares, a taxa de incidência solar em Mato Grosso do Sul chega a 5.200 Wh/m² ao dia, o que representa quase o dobro da irradiação solar da Alemanha e outros países europeus.

O consumo de energia elétrica dos órgãos e entidades da administração pública direta e indireta do governo do estado foi de aproximadamente 170 milhões de KWh em 2019.

Em março, o governo do Mato Grosso do Sul lançou outro projeto de geração solar, o Ilumina Pantanal, com o objetivo de atender a mais de 5 mil pessoas que vivem em áreas remotas do bioma, em parceria com a Energisa. Além disso, recentemente prorrogou para abril de 2022 o prazo de isenção do ICMS nas operações com equipamentos fotovoltaicos.