Área de associados Trabalhe no setor solar

Comunidades indígenas do Rio Xingu recebem energia solar

13/05/21 | São Paulo

Reportagem publicada na Casa Civil

A usina fotovoltaica em teste possui 124 painéis flutuantes de 405 watts, cada.

Uma unidade de geração de energia fotovoltaica flutuante, inaugurada nesta quarta-feira (12), abastecerá com energia solar seis aldeias indígenas da Volta Grande do Rio Xingu. A fonte de energia limpa e renovável substituirá geradores a diesel, contribuindo com a preservação do meio ambiente em toda a região do Médio Xingu.

Na primeira fase do projeto, serão beneficiados mais de 400 indígenas. A usina fotovoltaica possui 124 painéis flutuantes de 405 watts, cada, e conta com um sistema autônomo de geração de energia solar com uso de baterias, que garantem o suprimento de eletricidade por até 48 horas sem incidência de radiação solar.

A iniciativa, que aposta em energia limpa e renovável, é da Norte Energia, concessionária da Usina Hidrelétrica Belo Monte, e faz parte do projeto-piloto “Energia Verde no Xingu”, lançado esta semana.

Atualmente, a unidade piloto do “Energia Verde no Xingu” passa por testes e está instalada no Sistema de Transposição de Embarcações (STE) da usina, na margem direita do rio, com container em solo e placas solares instaladas em flutuantes. A continuidade dos testes e a implementação do projeto em aldeias da região serão definidas após tratativas com os indígenas e a Fundação Nacional do Índio (Funai).