Área de associados Trabalhe no setor solar

Paraná é o 5º estado brasileiro no ranking de geração distribuída de fonte solar fotovoltaica

12/03/21 | São Paulo

98 FM – Apucarana

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o Paraná é o 5º estado brasileiro no ranking de geração distribuída, tendo 285,3 MW de potência instalada, ou seja, 5,8% do total da energia produzida no país. A maior classe de consumo no Brasil é residencial, que representa 39,2%, seguido de comércios e serviços, que corresponde a 37,8%. A preocupação com a sustentabilidade e a busca por energias limpas também desperta a atenção do poder público, que mesmo tímido, aparecendo com 1,2% da geração distribuída no país, tem ganhado espaço no mercado.

Exemplo dessa tendência é o sistema de energia solar instalado no Palácio 29 de Março, sede da Prefeitura de Curitiba, que em 2019 passou a gerar parte da energia consumida através de placas fotovoltaicas instaladas no telhado do prédio. Com 439 painéis e o uso de lâmpadas LED, a redução na conta de energia elétrica é de R$ 106 mil, equivalente a 38%. Executado pela catarinense Quantum, a energia gerada é de 205 MWh, o que significa 28 toneladas a menos de CO² (gás carbônico) na atmosfera.

Contemplado por meio de chamada pública da Copel para o Programa de Eficiência Energética regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o projeto prevê um payback de cinco anos, tempo necessário para pagar o investimento com a economia na conta de energia. Tendo em vista que os painéis fotovoltaicos duram pelo menos 25 anos, os outros 20 anos serão de economia.

“O uso de placas fotovoltaicas tem aumentado muito em órgãos públicos. Trata-se de uma forma de energia limpa, sustentável, com um ótimo custo-benefício. A tendência é que cada vez mais empresários e gestores públicos se interessem por essa tecnologia”, observa o presidente da Quantum, Gilberto Vieira Filho.